Justiça em Bariri mantém pena de 10 anos a Dito Mazotti

A juíza da 1ª Vara de Bariri, Taiana Horta de Pádua Prado, manteve condenação do ex-prefeito de Bariri Benedito Senafonde Mazotti (PSDB) a dez anos, quatro meses e 12 dias de reclusão em regime inicial fechado, mas com direito de apelar em liberdade. O advogado de Mazotti, Wilson Germin, diz que irá recorrer da decisão.

O caso trata de processo por peculato e crime de responsabilidade ajuizado pelo Ministério Público (MP) contra o ex-prefeito, relacionado a possível uso político na entrega de medicamentos.

A magistrada havia condenado Mazotti à mesma pena em maio de 2016, no entanto, no fim de agosto deste ano o Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo, ao analisar recurso de apelação, anulou o julgamento da primeira instância de Bariri. O motivo é que o Judiciário local não apreciou um dos fundamentos da defesa: se as provas colhidas em oficina mecânica foram ou não legais.

 

fonte: www.jornalcandeia.com.br

BARIRI: Bandidos estouram caixa-eletrônico de Banco Santander

Na madrugada deste sábado, 9, bandidos estouram dois caixa-eletrônicos do Banco Santander em Bariri, na Rua Sete de Setembro.

A ação contou com cerca de cinco indivíduos, fortemente armados com fuzis, que evadiram-se do local em um Honda Civic cinza escuro, modelo novo.

Testemunhas relataram ter ouvido disparos de fuzil. Transformador da rua foi atingindo para que a energia de elétrica do local fosse cortada.

Polícias Militar e Civil estiveram no local. Não é possível precisar quanto foi levado em dinheiro.

Ainda segundo informações, o Banco Itaú, Caixa Federal e comércios ao redor também foram atingidos por disparos e estilhaços da explosão.

Testemunhas informam que os bandidos estariam de capuz. O veículo foi encontrado na manhã deste sábado na zona rual em Bariri, com placas de São Paulo, e provavelmente seja produto de furto ou roubo.

Segundo Gustavo Alonso Garmes, delegado de Bocaina que atuou durante a ocorrência, a Polícia Científica fara a perícia no veículo encontrado em área próxima à torre de TV, em Bariri.

TERROR

Segundo a Polícia Militar, uma pessoa foi atingida de raspão. Ele passava de carro pelo local junto com mais duas pessoas e teve ordem dos bandidos para parar, mas acabou atingido por um disparo no pé.
Ainda segundo informações, ele foi atendido no Pronto Socorro da Santa Casa de Bariri e liberado em seguida. A vítima não é baririense.
Muitos munícipes relataram ter ouvido a explosão e os disparos.
Dono de lanchonete próxima informou que os cerca de 12 clientes que estavam no local teriam sido usados como escudo humano, inclusive com uma mulher grávida. “Foi apavorante”, informou.

Fonte: www.jornalcandeia.com.br

MP apreende documentos na matriz de organização investigada por desvios de dinheiro da saúde

Um mulher foi presa em Bariri e ela faria parte da diretoria da organização social Vitale (Foto: Reprodução/ TV TEM )Uma pessoa foi presa e vários documentos foram apreendidos na Santa Casa de Bariri (SP) durante a operação Ouro Verde coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público.

O Gaeco cumpre, nesta quinta-feira (30), 33 mandados de busca e apreensão e seis de prisão em sete municípios do estado de São Paulo. A investigação apura desvio de recursos públicos da área da saúde.

De acordo com o Gaeco, um dos alvos da operação é a Organização Social Vitale, que administra hospitais no estado de São Paulo, entre eles a Santa Casa de Bariri, cidade onde fica a matriz da empresa.

De acordo com as informações da Secretaria de Saúde de Bariri, o município repassa R$ 316 mil mensais para organização, que recebe também verba federal de R$ 216 mil . Procurada pelo G1, a organização não se pronunciou.

A mulher presa em Bariri faz parte da diretoria da organização e será encaminhada para prestar depoimento na sede do Ministério Público em Campinas, onde também houve uma prisão e foram apreendidos R$ 1,2 milhão, além de dois carros de luxo, dos modelos BMW e Ferrari.

Ainda segundo o Gaeco, os promotores também iriam cumprir mais um mandado de prisão contra outro integrante da organização social, mas ele não foi encontrado na casa e nem no hospital. No entanto, eles informaram que foram encontradas armas na casa desse integrante e que isso também será investigado.

A organização venceu uma licitação pública em 2016 para fazer a gestão do Hospital Municipal Ouro Verde de Campinas e, segundo os promotores do Gaeco, há indícios de desvio da verba pública destinada à organização para administrar a unidade hospitalar.

A ação contou com o apoio da Polícia Militar e todo o material apreendido será levado para a sede do MP em Campinas. Também estão sendo alvos da Operação Ouro Verde as cidades de São Paulo, Santa Branca, Ubatuba, Várzea Paulista e Mogi das Cruzes.

fonte: www.g1.globo.com

Luck, o cão policial

Estiveram visitando Bariri nesta quarta-feira os PMs de Jaú João Paulo e Vagner acompanhados do cão da polícia militar, Luck, que foi apresentado a Belluzzo Neto no pátio da Santa Casa de Bariri, um feliz encontro que deixou o diretor do Sistema Belluzzo de Rádio muito contente.

Cartório Eleitoral de Bariri participa de Mutirão da Biometria

Cartório Eleitoral de Bariri fará plantão em três sábados de dezembro

A Justiça Eleitoral do Estado São Paulo realizará Mutirão da Biometria nos dias 2, 9 e 16 de dezembro (sábados) e também no dia 8, sexta-feira, feriado no Judiciário. A iniciativa tem o intuito de incentivar os eleitores do Estado a realizarem o cadastramento biométrico.

O Cartório Eleitoral de Bariri também participará do mutirão. A unidade localiza-se na Rua Francisco de Paula Carvalho, 41, no centro (perto da Santa Casa de Bariri).

Os eleitores que ainda não realizaram o procedimento poderão aproveitar a oportunidade e comparecer ao cartório das 9h às 18h. O atendimento será realizado por ordem de chegada, sem necessidade de agendamento.

O mutirão atenderá, ainda, o eleitor que precisa tirar o título de eleitor pela primeira vez ou fazer a transferência do seu domicílio eleitoral. Nesses casos, o eleitor também terá coletada a sua biometria.

Segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), desembargador Mário Devienne Ferraz, “o intuito da iniciativa é aumentar a capacidade de atendimento da Justiça Eleitoral e, principalmente, garantir mais uma facilidade para os eleitores realizarem o cadastramento biométrico”.

O eleitor deve levar documento oficial de identificação com foto, comprovante de residência recente em seu nome e título eleitoral, se tiver.

A biometria é uma tecnologia que confere mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. O leitor biométrico da urna eletrônica confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas.

Falsa

Em razão de informações que circulam em aplicativos de mensagens, como o Whatsapp, a Justiça Eleitoral esclarece que é falsa a notícia de que os eleitores que não comparecerem ao cadastramento biométrico até 7 de dezembro serão multados em R$ 150,00

Em São Paulo, 85 cidades (Bariri não está entre elas) passam pelo cadastramento biométrico obrigatório e o eleitor que não comparecer nos prazos estabelecidos terá o seu título cancelado.

Com o título cancelado, o eleitor não poderá tirar passaporte, tomar posse em cargo público, matricular-se em estabelecimento oficial de ensino e obter empréstimo em bancos públicos, entre outros impedimentos.

Nos demais municípios onde a biometria já foi adotada, mas o cadastramento ainda não é obrigatório, como em Bariri, ainda não há prazo final estabelecido para o comparecimento dos eleitores, contudo, a Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores se adiantem e façam sua biometria para evitar filas no futuro.

 

fonte: www.jornalcandeia.com.br

Com substitutivo, Câmara aprova regulamentação do uso de edículas

Por maioria de votos (6 a 2), os vereadores aprovaram projeto de lei que regulamenta o uso de edículas no município de Bariri. A matéria foi aprovada com substitutivo das comissões permanentes e sob orientação do procurador jurídico da Câmara, Pedro Henrique Carinhato e Silva.

Para a locação de edículas, em caso de festas e confraternizações, o proprietário de imóvel deve apresentar três documentos básicos: alvará de funcionamento da prefeitura de Bariri; auto de vistoria do Corpo de Bombeiros; e atestado de higiene e salubridade da Vigilância Sanitária Municipal.

Outra exigência diz respeito à finalidade original do imóvel. Para que haja locação do recinto, com intuito lucrativo, o bem imóvel não deve ter finalidade residencial prevista na certidão de matrícula ou no contrato de compra e venda do lote.

Segundo a vereadora Celiza Luisa Fanton Bollini (PV), autora do projeto, a proposta surgiu em decorrência da proliferação de edículas para uso comercial. Como falta regulamentação dessa atividade, eventuais abusos provocaram transtornos e conflitos entre moradores e frequentadores.

A proposta gerou polêmica e levantou dúvidas sobre a legalidade e viabilidade do projeto. Para discutir o assunto, no dia 23 de outubro, os vereadores reuniram representantes do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) e do Conselho Tutelar e Polícia Militar (PM).  Carinhato e Silva participou da reunião.

Na ocasião, foram discutidos ajustes na proposta, que resultaram no substitutivo apresentado pelas comissões e aprovado na última sessão.

Os vereadores Benedito Antonio Franchini (PTB) e Rubens Pereira dos Santos (PSDB) rejeitaram a proposta, alegando que a lei inviabiliza o uso da maioria das edículas atuais, uma vez que quando foram instaladas não havia as exigências agora aprovadas.

Para a maioria dos vereadores, a lei é importante para regulamentar uma atividade que ganha cada vez mais adeptos e que até o momento funciona sem regras, critérios e segurança necessários. Destacaram ainda os transtornos provocados por negligência e/ou abuso de parte dos proprietários e frequentadores.

 

Fonte: www.jornalcandeia.com.br

 

SP-304: Motorista fica ferido em acidente próximo a Pouso Alegre

Na noite de segunda-feira, 13, um acidente envolvendo dois caminhões deixou um homem ferido na SP-304 Rodovia Deputado Leônidas Pacheco Ferreira, que liga Jaú a Bariri, próximo ao trevo de acesso ao Pouso Alegre.

Segundo informações, um veículo Scania colidiu com outro caminhão. As causas do acidente serão apuradas.

Os bombeiros trabalharam por cerca de três horas para retirar o motorista que estava nas ferragens. Apesar da força do impacto ele felizmente não teria sofrido ferimentos graves.

A rodovia ficou interditada nos dois sentidos e registrou grande congestionamento. Auxiliaram na ocorrência Bombeiros de Jaú e da região, SAMU, Polícia Rodoviária, Polícia Militar, DER e o Guincho da Centrovias.

 

Fonte: www.jornalcandeia.com.br

Recursos de Neto Leoni e Dito Mazzoti foram negados por unanimidade

 

Resultado de imagem para tse logoAg/Rg NO(A) Recurso Especial Eleitoral Nº 7239

Origem : BARIRI-SP (19ª ZONA ELEITORAL – BARIRI)
Resumo : .
Decisão : O Tribunal, por unanimidade, negou provimento ao agravo regimental de Francisco Leoni Neto, nos termos do voto do Relator. Votaram com o Relator a Ministra Rosa Weber e os Ministros Napoleão Nunes Maia Filho, Jorge Mussi, Admar Gonzaga, Carlos Bastide Horbach e Gilmar Mendes (Presidente). Impedimento do Ministro Sérgio Banhos. Composição: Ministros Gilmar Mendes (Presidente), Luiz Fux, Rosa Weber, Napoleão Nunes Maia Filho, Jorge Mussi, Admar Gonzaga e Carlos Bastide Horbach.

Ag/Rg NO(A) Recurso Especial Eleitoral Nº 7239

Origem : BARIRI-SP (19ª ZONA ELEITORAL – BARIRI)
Resumo : .
Decisão : O Tribunal, por unanimidade, negou provimento ao agravo regimental de Benedito Senafonde Mazotti, nos termos do voto do Relator. Votaram com o Relator a Ministra Rosa Weber e os Ministros Napoleão Nunes Maia Filho, Jorge Mussi, Admar Gonzaga, Carlos Bastide Horbach e Gilmar Mendes (Presidente). Impedimento do Ministro Sérgio Banhos. Composição: Ministros Gilmar Mendes (Presidente), Luiz Fux, Rosa Weber, Napoleão Nunes Maia Filho, Jorge Mussi, Admar Gonzaga e Carlos Bastide Horbach.

 

Com a negativa do Plenário do TSE, o processo será encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo que marcará a data da nova eleição na cidade de Bariri

Julgamento de recurso da chapa Leoni-Mazotti fica para quinta-feira

O julgamento de recurso movido pela coligação Acelera Bariri, dos candidatos Francisco Leoni Neto (PSDB) e Benedito Mazotti (PSDB), mudou de data mais uma vez no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O agravo regimental estava na pauta desta terça-feira, dia 7, mas foi transferido para a sessão de quinta-feira, dia 9, a partir das 9h.

O motivo é que de última hora o ministro Luiz Fux teve de se ausentar da sessão marcada para a terça-feira, dia 7. Fux é o relato do recurso dos tucanos no TSE.

Num primeiro momento, o julgamento do recurso havia sido marcado para 31 de outubro. Naquela ocasião, foi retirado de pauta por causa da ausência do presidente do TSE, Gilmar Mendes.

O julgamento desse recurso poderá colocar um ponto final na situação político-eleitoral de Bariri. Neto Leoni e Mazotti pretendem que o recurso seja julgado procedente para que possam assumir os cargos de prefeito e vice da cidade.

Por outro lado, o Ministério Público Eleitoral e a coligação A Bariri que o Povo Quer, de Airton Pegoraro (PMDB), sustentam a impugnação ao registro da candidatura dos tucanos por conta da incidência da Lei da Ficha Limpa em relação a Mazotti.

 

Fonte: www.jornalcandeia.com.br

Pederneiras terá polo da Univesp

Resultado de imagem para universidade virtualA prefeitura de Pederneiras foi contemplada para ter polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp). O prefeito Vicente Minguili assinará o convênio na próxima semana. O vereador Danilo Alborghetti (PV) informou sobre a conquista na sessão de 30 de outubro.
O polo oferecerá os cursos de bacharelado em engenharia de produção, engenharia da computação, contabilidade, tecnologia em gestão pública, tecnologia em jogos virtuais e licenciaturas em matemática e pedagogia.
A previsão é que o vestibular seja realizado em janeiro de 2018. A instituição pública oferece ensino superior a distância gratuito e é mantida pelo governo do Estado de São Paulo.