Justiça de Bariri determina audiência

O juiz eleitoral em exercício em Bariri, Maurício Martines Chiado, determinou a realização de audiência no caso em que o prefeito eleito da cidade, Neto Leoni (PSDB), é acusado de captação ilícita de sufrágio (compra de voto).
Em decisão, Chiado designa a audiência para as 15h do dia 3 de julho. O objetivo é promover oitivas das testemunhas indicadas pelo Ministério Público, dos representantes da ação (a coligação adversária na eleição suplementar de 3 de junho, que teve como candidato Airton Pegoraro, do PMDB) e dos representados (Neto Leoni e sua vice, a também tucana Maria Pia Betti Pio da Silva Nary).
Neto Leoni foi eleito prefeito de Bariri em pleito suplementar realizado em 3 de junho. A eleição fora de época foi convocada porque o próprio Neto Leoni, vencedor das eleições regulares de 2016, não foi diplomado e empossado em função de impedimentos relacionados ao seu vice na ocasião, Dito Mazotti, que foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa.
O caso
Poucos dias antes da eleição suplementar, a chapa adversária de Neto Leoni apresentou a denúncia de compra de voto. A acusação foi embasada em vídeo em que o tucano aparecia supostamente entregando R$ 100 a um eleitor, que pediu dinheiro para abastecer o seu carro e levar familiares para votar.
Durante a tramitação judicial do caso, Neto Leoni foi eleito (com 56% dos votos válidos) e diplomado pela Justiça Eleitoral. A posse, um evento de responsabilidade da Câmara, está prevista para o dia 30 de junho.
Caso a Justiça considere que de fato houve compra de voto, Neto Leoni pode ter o diploma cassado, o que inviabilizaria a continuidade do mandato, o qual será iniciado após a cerimônia de posse. Se o tucano for inocentado, segue na prefeitura até 31 de dezembro de 2020.

Neto Leoni é eleito prefeito de Bariri

Em eleição suplementar realizada neste domingo (3/6), Neto Leoni (PSDB) foi eleito prefeito de Bariri. Ele recebeu 8.576 votos (56% dos votos válidos) e derrotou Airton Pegoraro (PMDB), escolhido por 6.739 eleitores (44% dos votos válidos).

Neto Leoni será empossado em 30 de junho e permanecerá à frente do Executivo até o fim de 2020.
A eleição suplementar teve comparecimento de 17.611 eleitores (72,13%), com 15.315 votos válidos (86,96%), 751 brancos (4,26%) e 1.545 nulos (8,77%).
A abstenção foi de 27,87% (6.804 eleitores).

Dupla é flagrada em pesca ilegal

A Polícia Militar (PM) Ambiental flagrou pesca irregular ontem no Rio Tietê, em Bariri. Segundo a corporação, durante policiamento náutico os PMs avistaram dois pescadores profissionais pescando em local proibido para qualquer tipo de pesca (a menos de mil metros de jusante ou montante de usinas hidrelétricas).
Em atendimento a denúncia que mencionava a pesca nas proximidades da barragem de Bariri, a equipe de policiamento náutico deslocou-se até o local, e localizou os pescadores a 50 metros da barragem. Os pescadores estavam em duas embarcações e usavam tarrafas (redes).
Além de quatro tarrafas, foram localizados com os pescadores aproximadamente 100 quilos de peixes (corvinas, mandiúvas e curimbas)
A PM Ambiental apreendeu as embarcações e as tarrafas. Os peixes foram encaminhados ao zoológico de Bauru. Um dos pescadores foi autuado em R$ 1.720; o outro, em R$ 3,3 mil. Ambos serão alvo de inquérito pela Polícia Civil.

Termina nesta quarta-feira prazo para transferir, atualizar ou emitir o título eleitoral

Resultado de imagem para urna eletronicaOs eleitores podem transferir, atualizar ou emitir o título eleitoral até esta quarta-feira (9) para participar das eleições de 2018. O 1º turno ocorre daqui a cinco meses, no dia 7 de outubro. Se nenhum dos candidatos a presidente ou governador tiver mais da metade dos votos válidos, o 2º turno deve ocorrer em 28 de outubro.

O voto é obrigatório no Brasil. Apenas eleitores que têm menos de 18 anos ou mais de 70 anos não precisam votar. O voto também é facultativo para analfabetos.

O eleitor que completa 18 anos até 7 de outubro, dia do 1º turno, também precisa emitir o título eleitoral até 9 de maio. Esse também é o prazo para quem mudou de endereço e deseja transferir o título eleitoral. O procedimento exige a apresentação do comprovante de residência e de um documento oficial com foto em uma unidade do cartório eleitoral.

Para transferir o título, o eleitor deve residir há pelo menos três meses no novo município. Ainda é necessário, no mínimo, um ano da data do alistamento eleitoral ou da última transferência do título. Consulte o site do Tribunal Regional Eleitoral do seu estado.

fonte: g1.globo.com

Motociclista morre em colisão frontal na rodovia Jaú-Bariri

Um motociclista de 53 anos morreu no fim da tarde dessa terça-feira (1) em um acidente registrado na altura do quilômetro 322 da rodovia Deputado Leônidas Pacheco Ferreira (SP-304), em Bariri. Outras três pessoas que estavam em um carro sofreram ferimentos leves.

Segundo a Polícia Rodoviária, por volta das 18h30 o motorista de um carro tentou fazer uma ultrapassagem e acabou atingindo a lateral da moto, que seguia no sentido contrário.

O motociclista, José Edson da Rosa, de 53 anos, morreu no local. Segundo a polícia, com o impacto, o carro ainda capotou algumas vezes. Três ocupantes do Gol  e foram encaminhados à Santa Casa de Bariri. Na noite de ontem, viaturas da polícia permaneciam no local aguardando a chegada da Polícia Científica.

De acordo com os policiais, o motorista de 19 anos, que não é habilitado, foi submetido ao teste do bafômetro que apontou que ele dirigia embriagado. Ele foi preso em flagrante e permanece à disposição da Justiça.

 

fonte: www.jcnet.com.br

Prefeito de Bariri suspeito de estuprar criança disse que era policial para convencer vítima a entrar em carro, diz irmã

Na delegacia, segundo o delegado Fábio Mariotto que fez o flagrante, ele teria confessado o estupro, no entanto, na audiência de custódia realizada na manhã deste domingo (22), ele negou todas as acusações. O advogado de defesa do prefeito, Humberto Pastrello, não quis comentar o caso.

Na audiência foi decretada a prisão preventiva de Paulo Araújo e a também o sigilo do processo. Ele deve permanecer preso até o final das investigações. Paulo Araújo foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Bauru (CDP).

Conforme o relato da criança para a família, o prefeito teria se passado por policial e dito que um ladrão estaria no bairro e, por isso, levaria a menina de volta para casa. Entretanto, vizinhos viram a garota conversando com um desconhecido e avisaram a família, que acionou a Polícia Militar.

Horas mais tarde, a menor de idade foi encontrada em um bairro distante, na Zona Leste de Bauru. Pela manhã, havia saído comprar pão, algo que era comum fazer no bairro José Regino, onde mora.

“As vizinhas viram. Diz que ela parou, começou a gesticular e conversar. Nisso ele desceu, pegou a criança e colocou no carro. Travou com o vidro escuro e foi embora a milhão”, afirma Luana Garcia, prima da criança.

O empresário Luis Henrique Souza, que junto com a esposa encontrou a criança chorando, afirma ter estranhado vê-la sozinha andando tão cedo na rua. Ele conta ter pedido para a mulher perguntar se a garota estava bem.

O casal levou a menina de volta para casa, onde a família já aguardava por informações e havia acionado a Polícia Militar. A criança teria conseguido fugir do suspeito quando o carro caiu em uma vala em uma estrada de terra.

O prefeito foi encontrado caminhando no Vale do Igapó sem camisa e aparentava estar alterado, segundo a polícia. A equipe da PM relatou ter tido dificuldade para conter o político.

 A menina e o prefeito foram levados para a Unidade de Pronto-atendimento do Jardim Bela Vista, de onde seguiram para a delegacia, onde o caso foi registrado como flagrante de estupro. Parentes da criança se reuniram em frente ao local e pediram justiça.

O laudo que vai comprovar se houve relação sexual deve sair em até 30 dias. O Conselho Tutelar já está acompanhando o caso para dar todo o suporte necessário para a menina. No carro do prefeito também foi encontrado um cigarro de maconha e a CNH apresentada por ele está vencida desde outubro do ano passado.

fonte: g1.globo.com

Prefeito de Bariri é detido suspeito de estuprar menina de 7 anos em Bauru

A Polícia investiga a suspeita de rapto seguido de estupro de uma menina de 7 anos, moradora do Núcleo Habitacional José Regino, em Bauru. Segundo informações preliminares da Polícia Militar (PM), a criança teria sido levada até o Vale do Igapó, de onde conseguiu fugir e retornar para casa. O suspeito é o prefeito interino de Bariri, Paulo Henrique Barros de Araújo, que está detido.

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, moradores do bairro teriam visto a menina sendo colocada em um Ônix de cor preta e acionaram equipes da PM. Durante a manhã, foram realizadas patrulhas pelo bairro e arredores.

“No Vale do Igapó, uma de nossas equipes localizou um indivíduo bastante alterado, sem camisa e de calça jeans. Ele tentou fuga e entrou em luta corporal com os policiais. Depois, indicou, escondido dentro do mato, onde estava o veículo, que confere com as informações iniciais da polícia”, afirma o tenente Michel Collis Prieto, que acompanha a ocorrência.

Ainda de acordo com tenente Prieto, a vítima conseguiu fugir e pedir ajuda. “Segundo relatos da criança, ela correu pelo mato e conseguiu se livrar. Um casal que estaria passando pelo local teria a ajudado no retorno para casa”, informou.

A menina foi encaminhada à UPA do Bela Vista para atendimento médico e a ocorrência está sendo apresentada no Plantão Policial, onde o suspeito foi detido.

 

fonte: www.jcnet.com.br

TRE marca eleição em Bariri

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) estabeleceu hoje o calendário eleitoral para as eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice em Bariri. O pleito será realizado no dia 3 de junho. As convenções partidárias deverão ocorrer entre 26 de abril e 1º de maio.
As eleições suplementares ocorrem por causa da cassação dos registros das chapas dos candidatos eleitos, Francisco Leoni Neto e Benedito Mazotti.

Resultado de imagem para sebraeO posto do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Bariri promove no dia 25 de abril a oficina Ganhe Mercado. O evento ocorre das 19h às 23h, no auditório Kemil Sahd Farah na Associação Comercial e Industrial de Bariri. A oficina é voltada para os microempreendedores individuais (MEI) micro e pequenos empresários. A inscrição é gratuita, mas pede-se a doação de 1 quilo de alimento não perecível. A inscrição deve ser feita no posto do Sebrae, que fica na Rua Campos Salles, 582. Informações pelo telefone (14) 3662-9400

 

fonte: www.comerciodojahu.com.br